Indicadores de produtividade: 6 principais para acompanhar

indicadores -de -produtividade - vendas

Para que as empresas funcionem corretamente e tenham sempre avanços em suas estratégias internas (e no mercado), é primordial acompanhar os resultados e entender o significado de cada métrica. Por meio dos indicadores de produtividade, por exemplo, é possível analisar estes números e planejar os próximos passos de um negócio, traçando um plano de carreira.

Para quem não conhece, o indicador de produtividade nada mais é que a análise e monitoramento dos resultados obtidos por uma empresa. Por meio dessa avaliação é possível entender se um empreendimento está seguindo o caminho correto e traçando cada vez mais trajetos para o sucesso, ou se determinado serviço não está tão bom e apresenta números negativos.

No mercado, essa avaliação é conhecida também como KPI. Mesmo que muitos empresários acreditem que estejam realizando os indicadores de produtividade da maneira correta, é preciso ressaltar que existem métodos certos para fazer isso e realmente colher os verdadeiros frutos da empresa. Por isso, para você que quer aprender a identificar os principais indicadores de produtividade, fique aqui e acompanhe!

1. Taxa de conversão de vendas

Em primeiro lugar temos a taxa de conversão de vendas. Por meio dessa análise, o empresário ou responsável pelo cuidado com o setor de comercialização consegue avaliar se quantidade de saídas de produtos ou serviços foram positivas e trouxeram lucros para a empresa.

Para isso é possível analisar, por exemplo, a quantidade de produtos que havia no estoque e realizar uma média para saber se houve ou não um lucro em relação à reposição de mercadorias. Com esses números é possível entender qual foi a taxa de conversão e se o planejamento realmente está sendo bom para a empresa. 

Caso o resultado não seja interessante para a empresa, percebe-se que é o momento de mudar o planejamento e investir em novas metodologias de venda (ou até mesmo em novos serviços e produtos). Porém, qualquer alteração só pode acontecer através dos indicadores de produtividade. 

2. Horas-homem por projeto entregue

Além disso, é possível também avaliar a partir do tempo de trabalho que um colaborador levou para produzir um projeto. O termo homem-hora, apesar de soar um pouco estranho, faz referência ao período em que o funcionário trabalhou e quanto foi gasto para custear esse serviço.

Imagine, por exemplo, que uma empresa tenha 5 encarregados pelo desenvolvimento de uma peça de carro. O tempo gasto para fazer esse projeto e o valor para ser pago aos colaboradores pode ser calculado por meio das horas-homem, ou seja, o intermédio entre período de serviço e o que foi desenvolvido, funcionando como uma descrição de função

Com essa pequena análise é também possível entender se a entrega do trabalhador foi positiva ou negativa e avaliar se os indicadores de produtividade foram benéficos para a empresa. Caso não tenha sido, o ideal é mudar de estratégia. 

3. Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

Para aprimorar ainda mais as estratégias dos indicadores de produtividade temos o custo de aquisição de clientes. Essa é uma metodologia desenvolvida por meio da soma do gasto com o marketing e das vendas obtidas por uma empresa. Com esse cálculo, deve-se dividir pelo número de clientes conquistados.

Por meio dessa conta é possível entender qual foi o Custo de Aquisição de Clientes (CAC) e entender se a estratégia de marketing foi boa para a empresa ou não. Pense naquela campanha que você projetou e que não obteve tantas compras: certamente houve algum problema no desenvolvimento do projeto, que afetou as contas da empresa.

Por isso, se você estiver em busca de um método mais preciso, o CAC pode ser uma excelente ferramenta de indicadores de produtividade. 

4. Tempo médio de resposta aos clientes

Se você investe também nos canais de comunicação, como chatbots, atendimento por telefone e outros, os indicadores de produtividade precisam ficar atentos e sempre observar se o resultado é benéfico ou não para a empresa nesta comunicação corporativa. Mas como isso funciona?

O TMR, como também é conhecido, é um tempo médio de resposta aos clientes. O período em que um negócio demora para responder os consumidores pode ser colocado na ponta do lápis e mostrar a eficiência do atendimento ao consumidor. Com isso, além de analisar a imagem de sua empresa (já que isso reflete completamente como o mercado enxerga o seu empreendimento), é visto também como uma boa conversa ou mau atendimento podem afetar nas contas

Ou seja, se você investe nas diferentes formas de comunicação com os consumidores, utilize desse meio para entender as KPIs de sua empresa. 

5. EBITDA

A sigla EBITDA, apesar de parecer um pouco complexa, revela um método entre os indicadores de produtividade bastante diferente. Por meio da média gerada em atividades operacionais é possível entender como andam os lucros de uma empresa e analisar se as estratégias realmente são eficazes para o negócio.

Mas não pense que funciona somente em avaliar as atividades operacionais: os resultados obtidos com essa movimentação precisam vir sem investimentos financeiros, empréstimos e outros tipos de impostos. Ou seja, é um cálculo livre e encargos. 

É recomendável apostar neste modelo somente empresas que possuem especialistas na área.

6. Manutenção Produtiva Total (TPM)

Por fim, a manutenção produtiva total é um indicador de desempenho que visa otimizar os processos de uma indústria no mercado, indo além de apenas analisar as KPIs, mas também oferecendo ferramentas para tornar o resultado muito mais vantajoso para todos.

Isso ocorre pelo planejamento eficaz, que busca minimizar os erros que acontecem dentro de um negócio e encontrar os possíveis gargalos que diminuam a produtividade de uma empresa. Com essa análise é possível entender o que está afetando negativamente um negócio e como modificar este cenário. 

Conclusão

Para você que chegou até aqui, entendemos juntos que os indicadores de produtividade são formas de avaliar como a sua empresa está diante do mercado. Existem algumas estratégias que somente mostram como o seu negócio se encontra, enquanto outras também indicam formas de otimizar o processo interno e avançar cada vez mais

Para você que curtiu o assunto, entenda como a Miidas pode te ajudar também com os indicadores de desempenho! Fale agora mesmo com nossos experts e leia sobre o assunto na íntegra.